• André Porporatti

Neuralgia Trigeminal / Nevralgia do Trigêmeo

Uma revisão sistemática publicada por mim e outro autores da UFSC, avaliou a prevalência e as características epidemiológicas da neuralgia trigeminal na população em geral.


Após aplicação de critérios bem definidos, os autores selecionaram entre 728 estudos, apenas 3 para a inclusão. O tamanho da amostra variou de 1,838 para 13,541 adultos.


Esta avaliação identificou uma maior prevalência em mulheres, variando de 0,03% a 0,3%. Os ramos maxilar e mandibular do nervo trigêmeo foram os mais afetados.


A proporção entre homens e mulheres foi de 3 a 1, em uma faixa etária entre 37 e 67 anos.


Lembrando sempre que mais pesquisas são necessárias para validar a prevalência de neuralgia trigeminal em um estudo bem estruturado, baseado na população, sem amostra de conveniência.


Referência: De Toledo IP, Conti Réus J, Fernandes M, Porporatti AL, Peres MA, Takaschima A, Linhares MN, Guerra E, De Luca Canto G. Prevalence of trigeminal neuralgia: A systematic review. J Am Dent Assoc. 2016 Mar 23.


 
  • Se você é Dentista ou aluno(a) de odontologia, e quer diminuir o tempo de ajustes clínicos da sua Placa Oclusal e quer ter excelente resultados com Placas Oclusais nos seus pacientes com Bruxismo e DTM, clique aqui



  • Se você é um paciente com Bruxismo e quer entender melhor o que está acontecendo com você, e o que as pesquisas atuais vêm falando sobre ele. Eu fiz um curso detalhado com mais de 5h, Explicando o Bruxismo. Se você quer saber mais sobre ele, clique aqui

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo